Ninguém se interessa pelo seu currículo? A culpa pode ser sua

Especialista explica como ser mais efetivo ao procurar emprego e o que fazer para não se queimar no mercado

Notícia publicada em 30 de outubro de 2018

Uma das principais queixas dos candidatos a uma vaga de emprego, a falta de interesse ou de retorno dos recrutadores também pode ser culpa do próprio concorrente.

Entre os pontos que podem prejudicar o profissional estão o disparo irrestrito do currículo e a falta de atenção à descrição da vaga. Afinal, são milhões de pessoas procurando por uma recolocação e uma parte delas competindo diretamente com você.

Quem faz o alerta é Letícia Krauskopf, gerente regional da Randstad Professionals. "Entendemos que é angustiante, principalmente para quem está desempregado. Mas disparar currículos sem critérios e se candidatar a uma vaga para as quais você não cumpre os pré-requisitos não vai ajudar e ainda pode te queimar no mercado", orienta.

A recomendação da especialista é se planejar e apostar no networking. "Resgate seus contatos, pois isso ajudará muito, com certeza". Para quem gosta de se candidatar pelo LinkedIn, o ideal é fazer conexões com a empresa pela qual você se interessou: procure os profissionais da área em que você atua e entenda qual é o perfil de quem já está na empresa. Dessa forma, você entenderá melhor o estilo da companhia e as habilidades necessárias para ocupar a posição que deseja.

De acordo com Letícia, o LinkedIn é uma ferramenta de leitura e aproximação, mas também é um lugar para o profissional se vender para suas conexões. "Você precisar ser visto para que as empresas te vejam. Produza conteúdo, faça uma boa apresentação. Entenda qual é o seu diferencial e o destaque. Aprenda a se vender: tem muita gente no mercado, então por que a empresa deveria escolher você?", provoca.